quinta-feira, 15 de janeiro de 2015




A batata doce é um tubérculo que virou estrela em meio aqueles que frequentam academias.
É quase que uma unanimidade todos a consomem, por ser mais nutritiva que a batata inglesa.
tem ação antioxidante, desintoxicante, antiinflamatória e ainda ajuda a combater o ganho de peso.

O amido da batata-doce não é metabolizado rapidamente. Ele tem índice glicêmico baixo e ajuda a retardar a fome.

O alimento possui uma grande quantidade de sais minerais e vitaminas sendo a preferida dos atletas por conter baixas calorias, praticamente 90% dos marombeiros utilizam esse tubérculo em sua alimentação, juntamente com o peito de frango que é fonte de proteína, mas existem alguns que não se adaptam ao seu gosto forte (alguns queixam de ânsia de vômito) por isso vai aqui uma outra opção, a mandioca. Compare as tabelas:

  
 

A mandioca já foi chamada a rainha do brasil, essa raiz tem dois tipos de carboidrato, a amilopectina e a amilose, que, juntos, liberam a glicose mais lentamente para o corpo. Isso facilita a digestão, evita picos de açúcar no sangue e dá gás de sobra para o dia a dia.

Fonte de fibras e isenta de glúten - qualidade que a faz não pesar tanto na digestão -, a raiz carrega versatilidade no nome, nas condições de plantio e nas formas de preparo. Dependendo da região, é chamada de aipim, macaxeira, maniva, uaipi ou xagala. Não há tempo ou terra ruim pra ela. 

História

O Brasil é a terra natal da mandioca. Do centro do país, o tubérculo se espalhou por mais de 100 nações desde a chegada dos portugueses. Sua importância era tanta nos tempos de colônia que o padre José de Anchieta a batizou como o "pão da terra". Citada na carta de Pero Vaz de Caminha, ela acabou adotada pelos lusitanos.


Na combinação peito de frango e batata doce, a mandioca leva vantagem, pois, a mandioca possui  menos sódio.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

EBOOK DIETA CETOGENICA

Comprar Agora

Ajude nosso projeto

FANPAGE

Postagens Populares

Follow by Email